Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Vendas do varejo têm queda recorde em abril

O comércio varejista teve uma queda de 16,8% em abril, quando comparado com o valor obtido no mês anterior, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No varejo ampliado, que inclui as atividades de veículos e material de construção, o volume de vendas caiu 17,5%, que também é considerado como recorde negativo.

“Abril foi realmente o fundo do poço da atividade em 2020, mas, diferentemente do mercado, estamos mais céticos sobre a velocidade de retomada a partir de maio, porque acreditamos que houve destruição de capacidade produtiva”, explicou Luis Bento, analista da gestora Rio Bravo Investimentos, em entrevista ao portal Estadão, que espera alta de 3,2% do PIB em 2021. “A atividade não deve voltar ao nível pré-coronavírus nem neste nem no próximo ano.”

“Se minha loja de tecidos fechou, ela fica no zero em abril. Se ela tiver receita zero de novo em maio, ela já chegou no patamar zero dela. Se não houve em maio nenhum tipo de estratégia distinta de jogar a receita para cima, as empresas que estão fechadas permanecem no mesmo patamar”, completou Cristiano Santos, analista do IBGE, também em entrevista ao portal paulista.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *