Insira sua pesquisa e pressione ENTER

URGENTE: EUA acusam Maduro de tráfico de drogas e oferecem recompensa

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos está acusando o tirano da Venezuela, Nicolás Maduro, de crimes federais de narcotráfico.

A medida ocorre após extensa investigação que vai de Nova York à Flórida, informaram autoridades nesta quinta-feira.

O procurador-geral dos EUA, William Barr, fez o anúncio e salientou que a acusação também atinge mais de uma dúzia de outras autoridades venezuelanas, incluindo o presidente da Suprema Corte do país.o ministro da Defesa e o presidente do Congresso.

As autoridades norte-americanas disseram que o governo de Maduro “traiu o povo venezuelano para encher os bolsos com dinheiro das drogas”.

As investigações de um ano revelaram um governo imerso em “corrupção nos níveis mais altos”.

“O escopo e a magnitude do narcotráfico alegado só foram possíveis porque Maduro e outros corromperam as instituições da Venezuela e forneceram proteção política e militar para os desenfreados crimes de narcoterrorismo descritos em nossas acusações”, disse o procurador dos EUA em Manhattan, Geoffrey Berman, segundo o jornal USA Today. Conforme ele, Maduro e outras autoridades “pretendiam expressamente inundar os Estados Unidos com cocaína, a fim de minar a saúde e o bem-estar de nossa nação”.

“O regime de Maduro foi apoiado por um judiciário falso e um exército corrupto”, disse o procurador-geral assistente, Brian Benczkowski, acrescentando que o ministro da Defesa autorizou carregamentos regulares e enormes de cocaína destinados aos EUA.

Em conjunto com a ação do Departamento de Justiça, o Departamento de Estado anunciou uma recompensa de até US $ 15 milhões por informações que levem à prisão ou condenação de Maduro e de até US $ 10 milhões para outras autoridades venezuelanas mencionadas na acusação.

“Esses indivíduos violaram a confiança do público ao facilitar o transporte de narcóticos da Venezuela, incluindo o controle de aviões que partem de uma base aérea venezuelana, bem como o controle de rotas de drogas pelos portos da Venezuela”, disse o secretário de Estado, Mike Pompeo, em comunicado. .

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *