Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Um em 4 brasileiros já foi vítima de perseguição digital

De acordo com pesquisa da Kaspersky, um em cada quatro brasileiros já foi ou está sofrendo monitoramento abusivo por meio da tecnologia. No entanto, a maioria (70%) não tem conhecimento sobre stalkerware ou spouseware. Eles são programas que permitem saber a localização de alguém em tempo real, ler mensagens em aplicativos e escutar ligações telefônicas.

“É importante dizer que esse tipo de programa para monitorar conjugues permanece escondido da vítima”, lembra Raquel Marques, presidente da Associação Artemis e doutora em Saúde Coletiva pela Universidade de São Paulo (USP). “Neste contexto, faz sentido que o(a) abusador(a) conheça sua existência. Já a vítima não irá saber do que se trata. Juntando essas características, faz sentido o combate ao stalkerware focar também na proteção das mulheres”, completa.

O monitoramento por meio do celular é o mais comum entre esses tipos de crime, liderando com 54% das respostas de quem foi/é vítima de stalking.

(Equipe do site)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *