Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Transformação digital pode gerar renda para clubes esportivos

Ações de transformação digital podem gerar mais receita que patrocínios a times brasileiros, segundo o que afirmou Amir Somoggi é sócio-diretor da Sports Value e tem mais de 20 anos de experiência na indústria do esporte, com projetos realizados para diferentes clubes, patrocinadores, agências e empresas investidoras. Ele escreveu um texto para o neofeed.com.br.

“Segundo a Sports Value, as receitas com ativos digitais podem superar as de patrocínios dos times. A análise considera o potencial de receita anual explorando as redes sociais e outros ativos como fan tokens, NFTs, APP próprio e publicidade online. As receitas são ilimitadas, dadas as características do modelo de negócio do mundo digital. A dimensão é gigantesca, o mercado consumidor infinitamente maior que o número de sócios ou público nos estádios. O esporte no ambiente digital tem uma dimensão muito maior do que outros setores”, diz ele.

Uma das alternativas também são os Fan tokens. “A estratégia foi oferecer por US$ 2 cada token e cada emissão teve 850 mil tokens, um valor bruto gerado de US$ 1,7 milhão. O clube recebe uma parcela do valor, convertida na moeda do Socios.com, a $CHZ. O torcedor que adquiriu o fan token fica com este ativo, e tem direito a participar de algumas decisões. No caso do Atlético Mineiro, os donos do ativo escolheram a música no estádio, nome do ônibus e modelo da faixa do capitão”, completa.

(Equipe do site)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *