Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Tendências que impulsionarão as redes na América Latina

O especialista Hector Silva é CTO, que é Líder Estratégico de Vendas da Ciena para América Latina (CALA), listou uma série de tendências que devem impulsionar as redes na América Latina em 2020. De acordo com ele, em um artigo publicado no portal especializado itforu365.com.br, os primeiros passos na adoção do 5G e com a Internet das Coisas (IoT) estão se tornando realidade.

A primeira dessas tendências é de que o Edge computing (computação na borda) vai acontecer. “O edge computing pode ajudar a tornar as tecnologias avançadas mais eficientes na América Latina. Por exemplo, trazendo dados próximos da borda, incluindo a implantação de soluções para fintechs, como a proliferação de cartões de pagamento por aproximação, que visam simplificar a vida dos cidadãos e maximizar a eficiência; enquanto o surgimento da agricultura inteligente pode ajudar a reduzir a escassez de alimentos em alguns locais da região”, comenta.

Na sequência ele afirma que a inteligência artificial deve ser utilizada para tornar a assistência médica mais eficiente. “Desde o monitoramento de batimentos cardíacos e o rastreamento de padrões irregulares por meio de biossensores, até alertas proativos para as pessoas que precisem ir ao hospital, os benefícios são tangíveis e representam uma excelente maneira de melhorar a qualidade e a eficiência da assistência médica na América Latina”, completa.

Por último, o especialista garante que haverá uma desagregação em toda a rede. “Assim como foi possível desacoplar um software como o Windows do hardware para se tornar independente de fornecedor, o setor de telecomunicações está analisando coletivamente desacoplamentos semelhantes em uma variedade de tecnologias distintas que incluem óptica, IP, virtualização de rede e muito mais”, conclui.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *