Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Tendência é de que o MEI continue em destaque

A tendência para esse ano de 2020, mesmo com a retomada da economia, é de que os Microempreendedores Individuais (MEIs) continuem sendo destaque, ao ponto em que esses novos empreendedores comecem a desenvolver e lucrar com seu negócio. O número de MEIs aumentou com a onda de desemprego que surgiu nos últimos anos no País, mas não dá sinal de sair de pauta, informou o diretor-superintendente do Sebrae-SP, Wilson Poit.

Ele afirmou, em entrevista para o Estadão, que as áreas mais promissoras para microempreendedores e prestadores de serviço individuais são as de negócios voltados a pessoas com mais de 70 anos, a chamada “economia prateada”. Além desse, chama atenção também o mercado de animais de estimação, o de alimentação fora de casa, como entrega de comida ou alimentos especiais e o de estética e beleza.

“Houve uma pressão e uma mudança estrutural no mercado de trabalho nos últimos anos, o que faz com que as pessoas queiram cada vez mais ser autônomas”, diz o professor de economia da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da FGV, Renan Pieri. “O crescimento tem a ver realmente com uma mudança dos regimes de trabalho. Na ausência do emprego como era, as pessoas estão empreendendo cada vez mais”, completa Point.

(Equipe do site)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *