Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Setor agrícola e startups: inovação gera competitividade

As startups estão inovando bastante o setor agropecuário, gerando bastante competição entre os países, de acordo com o que foi concluído durante o debate “Tecnologia, Desenvolvimento Agrícola e Relações com a China” realizado pelo Centro Brasileiro de Relações Internacionais (CEBRI). No evento, a CEO da Bayer, Malu Nachreiner, destacou que nos últimos quatro anos aproximadamente 2 mil startups entraram para o setor agrícola brasileiro, mas a China está muito à frente no cenário Ocidental em sinergia e velocidade nos negócios.

“Precisamos ser mais ágeis e atrair novos perfis profissionais. Hoje contamos com uma equipe de cientistas de dados e entendemos que a agricultura do futuro precisa de profissionais com esse perfil. Nosso maior desafio é construir novas parcerias e pensar em como co-criar e colaborar com a China, que já possui um ecossistema muito mais avançado e assertivo”, afirmou.

O evento foi o segundo da série “Investimentos e Cooperação Empresarial na China” realizado em parceria com o Veirano Advogados. Para o Conselheiro Consultivo do CEBRI e ex-Embaixador do Brasil na China, Marcos Caramuru, além da tecnologia, as práticas sustentáveis também são essenciais para maior competitividade do Brasil no cenário internacional. “Cooperação empresarial e atenção às novas tecnologias e iniciativas de inovação fazem parte do olhar mais atual sobre o futuro do planeta. As práticas sustentáveis são cada vez mais urgentes no cenário econômico e produtivo dos países”, disse Caramuru.

(Equipe do site)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *