Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Sem contingenciamento, Bolsonaro teme impeachment

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que se não for realizado o contingenciamento de alguns investimentos, o seu cargo fica passível de impeachment, por não cumprir a responsabilidade fiscal. De acordo com ele, os Estados e municípios, ainda enfrentam dificuldades econômicas.

“Nós, chefes do Executivo federal e dos executivos estaduais, estamos nessa saparia na lagoa respirando por um canudinho de junco”, disse. Mais cedo, quando deixou o Palácio da Alvorada, em Brasília, para a viagem, ele afirmou não ser adepto do contingenciamento, mas que “entre a crítica e o impeachment, fico com o contingenciamento”, completa.

Segundo ele, Maior prova de que o Brasil pode dar certo é a confiança entre nós, eu confio em cada um dos 22 ministros que indiquei, são pessoas maravilhosas. Ninguém teve os ministros que eu tenho no momento, que querem buscar soluções para o País”, indica.

le participou nesta manhã da assinatura do contrato de concessão dos trechos central e sul da Ferrovia Norte-Sul, em Anápolis (GO). A empresa Rumo Logística, maior operadora logística com base ferroviária independente do Brasil, fará a operação.

(Equipe do site)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *