Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Retomada do Brasil deve ser mais lenta que em 90% dos países, diz FGV

A retomada da economia do Brasil depois da crise do novo coronavírus deve ser mais lenta do que em 90% dos países, segundo informações de um levantamento do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (IBRE/FGV), que cruza dados do Fundo Monetário Internacional (FMI) com a edição mais recente do Boletim Focus, do Banco Central.

O levantamento que foi capitaneado pelo pesquisador Marcel Balassiano aponta que o Brasil ficará na 171.ª posição entre 192 países. Na lista dos sul-americanos, apenas a Venezuela terá um resultado pior e deve ficar em penúltimo lugar, enquanto isso, a China, onde a epidemia começou, poderá crescer 5,1%.

“O Brasil vive uma crise de saúde e uma crise política ao mesmo tempo, isso não tem paralelo internacional. O otimismo do começo do ano com o País ficou para trás e os principais agentes preveem uma queda forte para a economia nacional este ano”, avalia Balassiano.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *