Insira sua pesquisa e pressione ENTER

“Redes sociais perderam a empatia” 

De acordo com a norte-americana Maelle Gavet, que trabalhou no setor de tecnologia por 15 anos e acabou de lançar um livro chamado “Trampled by Unicorns: Big Tech’s Empathy Problem and How to Fix It”, Facebook, Twitter, YouTube perderam a empatia. Ela afirma ainda que a “missão” se perdeu não por dinheiro. 

“Além disso, no mundo da tecnologia, a velocidade tem papel crucial e as empresas são empurradas a lançar novas funcionalidades a uma rapidez incrível. Por isso, há pouco tempo para refletir sobre a complexidade da sociedade humana e como os produtos dessas empresas podem afetar as pessoas além do óbvio.   

Consequência do conteúdo irrestrito que aparece nas plataformas, os funcionários das redes sociais estão expostos ao melhor, mas também ao pior da humanidade. Ao vivenciar essa fatiga e os questionamentos da mídia e dos críticos, muitos dos funcionários simplesmente aceitam que o feio e o horrível são parte da humanidade e algo inerente à plataforma. Assim, em muitos aspectos, as redes sociais são apenas um espelho da sociedade”, comentou o portal especializado Whow!. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *