Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Produção da indústria química cresce 2,48%

A produção de químicos para uso industrial cresceu 2,48% neste 3º trimestre do ano de 2019, em relação ao trimestre anterior, segundo informações divulgadas pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim). Nesse cenário, os dados que fazem parte do Relatório de Acompanhamento Conjuntural (RAC) da instituição, indicam que as vendas internas tiveram alta de 3,05% e a demanda interna subiu 17%.

De acordo com Fátima Giovanna Coviello Ferreira, que é diretora de Economia e Estatística da Abiquim, para os produtos químicos de uso industrial, que estão na base de diversas cadeias industriais, os meses de julho a outubro são os melhores do ano, em razão das encomendas de Natal e período de verão, que eleva a procura por descartáveis e outros itens. “Mas, apesar da melhora recente, na comparação com os resultados do terceiro trimestre de 2018, os índices do mesmo período deste ano apresentam variações negativas: a produção caiu 9,49%, as vendas internas tiveram recuo de 6,49% e o consumo aparente nacional (CAN) caiu 11,47%”, diz a Abiquim.

Além disso, de janeiro a setembro, a utilização da capacidade instalada se manteve no patamar de 70%, sete pontos abaixo da registrada em igual período de 2018, levando a ociosidade ao patamar recorde de 30%. “O nível é inadequado para os padrões de produção em regime de processo contínuo do setor químico e a ociosidade crescente preocupa as empresas pois impõe custos unitários por tonelada produzida cada vez maiores, piorando a relação de competitividade nacional com o produto importado”, explica Fátima.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *