Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Pedidos para abertura de sindicatos caem drasticamente

Os pedidos de abertura de novos sindicatos sofreram uma drástica queda no país após o final da contribuição obrigatória, segundo alguns dados do Cadastro Nacional de Entidades Sindicais, do Ministério da Economia. Neste período, apenas 176 registros foram solicitados este ano, até meados de agosto, sendo que, em anos anteriores à mudança, o número rondava a casa de 800 pedidos.

Além disso, em 2018, a arrecadação do imposto caiu quase 90%, de R$ 3,64 bilhões em 2017 para R$ 500 milhões no ano passado. “Não há dúvida de que o sindicalismo brasileiro é importante, forte, mas, por conta da contribuição obrigatória que havia nos últimos tempos, alguns maus sindicalistas começaram a querer dividir as entidades”, disse o presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah.

“Do ponto de vista da CUT, nós criticamos a estrutura sindical brasileiro, porque o fato de o financiamento ser feito pelo imposto desobrigava as direções sindicais de buscar sócios”, afirmou o diretor executivo da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Julio Turra.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *