Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Nanotecnologia em tecidos pode combater coronavírus

Um grupo de cientistas da Universidade Bar-llan, em Israel, criaram um tecido que pode evitar a transmissão do novo coronavírus através da implantação da nanotecnologia. No Brasil, algo semelhante também aconteceu na Nortox, empresa paulista, que possui apoio do Programa FAPESP Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), e trabalha com produtos antibacterianos, desenvolveu o tecido que possui micropartículas de prata na superfície e pode eliminar a COVID-19 em apenas dois minutos.

“Com a pandemia, fizemos parcerias com algumas empresas que fabricam tecido e começamos a testar o produto. Depois mandamos para o Instituto de Ciências biomédicas da USP para fazer o teste contra o coronavírus e conseguimos o resultado. O produto pode ser aplicado em qualquer tecido… tanto algodão, quanto poliéster, entre outros. Pode ser tanto sintético, quanto natural, a eficiência é a mesma”, afirmou Gustavo Simões, CEO da Nanox, em entrevista para o portal Whow!.

De acordo com ele, as inovações são enormes no campo da medicina e área da saúde. “Ela pode ter aplicações tanto em equipamentos, em tecidos e utensílios que os profissionais utilizam. Além disso, esse tipo de tecnologia agora vai ter uma percepção ainda maior do ponto de vista do consumidor, que de certa forma, vai querer se proteger mais com relação a qualquer tipo de vírus ou bactéria. Agora as pessoas provavelmente vão estar muito mais preocupados com a parte de saúde. Então, a nanotecnologia vão ajudar as combater esses microrganismos”, conclui.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *