Insira sua pesquisa e pressione ENTER

“Não adianta forçar crescimento da economia”, diz Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que não adianta forçar o crescimento da economia, que é melhor crescer pouco do que artificialmente. Segundo ele, antes de registrar algum tipo de melhora econômica, tem que se fazer investimentos necessários.

“É melhor, se for o caso, crescer mais baixo. Investe mais em educação, saúde, saneamento. Crescer mais rápido […] não acontece também, sem fazer esses investimentos. É um crescimento artificial”, disse.

Nesta sexta, Guedes afirmou que o Brasil cresceu artificialmente nos anos de 2009 e 2010. “Bota os juros mais baixos, bota o governo para criar mais emprego, rápido. Depois sabemos o que acontece. Inflação foi embora para dois dígitos, começou a confusão. Brasil caiu, teve impeachment. Então, não adianta forçar”, completou.

Ele ainda voltou a defender a desindexação dos recursos públicos e maior autonomia para governadores e prefeitos. Além disso o ministro afirmou também que o governo está “despedalando” os bancos públicos. “Ninguém pode virar campeão mundial bombado pelo governo”, concluiu.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *