Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Mulheres que inspiram e mulheres que piram – por Carla Rojas Braga

Acho meio humilhante ter que comemorar o “Dia da Mulher” nos dias de hoje.

Considero que esse tipo de evento só aumenta a discriminação e a inferiorização.

Não é tendo um único dia comemorativo, nem usando rosa, azul ou vermelho, nem chamando de feminicídio o assassinato de mulheres , que vamos promulgar a igualdade de direitos entre homens e mulheres .

Ou vamos concordar que existiu a mulher -sapiens?

Empoderamento feminino ou masculino é obtido com muito estudo, cultura, inteligência, trabalho.

Ou um bom curso de tiro e uma arma.

Tantas mulheres têm sido mortas por homens porque somos diferentes. Fisicamente, neurologicamente, emocionalmente.

Somos bem diferentes.

A única igualdade que existe é a de direitos.

E a busca pela igualdade de direitos precisa ser constante e consistente.

Mais importante que  “igualdade de gênero“, é a igualdade de  direitos.

Homens e mulheres são bichos completamente diferentes.

E a tão propalada “ diversidade”?

A maior prova de diversidade são as diferenças abissais entre os homens e mulheres.

Tudo diferente, a começar pelo dna.

Não é querendo que homens e mulheres sejam bichos iguais que a “diversidade“ vai ser homenageada.

Isso seria uma incoerência .

Aliás, homenagem seria só para homens? Não é mais uma palavra masculina?

Para mulheres deveria ser “mulheragem”?

Então , dia 8 de março é dia  de fazer uma “mulheragem” às mulheres que se destacaram na luta pelos direitos iguais, e não na luta pelo fim da diversidade entre homens e mulheres.

Lutar pelas mulheres não é ir para a rua peladas, com o corpo pintado e tudo à mostra. Isso se chama exibicionismo.

Lutar implica em preparação psicológica e maturidade, com muita dedicação e seriedade e com todos juntos.

Homens e mulheres lutando por uma sociedade melhor.

Eu adoro a diversidade e repudio os privilégios de qualquer tipo.

Direitos, fraternidade, amizade, condições de trabalho, solidariedade, ajuda mútua, apoio mútuo, amor e respeito.

Tudo igual.

No resto, tudo diferente e tudo bem!

Vive la differènce!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *