Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Mudança de mentalidade é principal quebra de barreira para produzir com criatividade

“Mudança de mentalidade, capacitação e recursos financeiros são as primeiras barreiras que travam qualquer profissional ou negócio criativo a pensar, desenvolver e investir no meio digital”. Foi isso que afirmou Patricia Bernal, que é pesquisadora da economia criativa e fundadora da Ih Criei, em um artigo que foi publicado no portal especializado Whow!.

“Diversos setores como shows, eventos, teatro, espetáculos, rua, vivências, entre outras áreas que tinham seus modelos pautados exclusivamente no presencial, não estavam preparados ou com capital de giro para mudar tão rapidamente. Muitas empresas fecharam e muitos profissionais ficaram estagnados também por não conseguirem se adaptar ou saber por onde começar”, comenta.

Além disso, ela diz também que quase metade das empresas criativas tiveram seus projetos suspensos (sem data certa para retomada) e 42,1% tiverem projetos cancelados. “u seja, apenas um número micro não teve alteração em suas atividades. Além disso, 63,4% das empresas entrevistadas não acreditam que possam funcionar em meio a restrição de circulação de pessoas”, completa.

“Isso deixa claro a falta de conhecimento sobre as possibilidades de atuação no mercado digital, além da capacitação e recursos para tal. Ainda que muitos não consigam ou não saibam operar um negócio ou atividade criativa de forma não presencial, o relatório apontou que outras áreas da economia criativa, como games e softwares, aumentaram suas atividades e rentabilidade devido ao uso de recursos digitais para a produção e comercialização de seus produtos e serviços”, conclui.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *