Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Motivos para fazer investimento-anjo

De acordo com Patrícia Osorio, cofundadora da Birdie.Ai e do GVangels, existem uma série de elementos que tornam o investimento-anjo uma atividade lucrativa. Ela escreveu um artigo que foi publicado no portal especializado Whow!.

“Como toda operação de alto risco, o investimento-anjo também costuma ter bons retornos. No mesmo estudo, esse universo de sete por cento de startups gerou um retorno de mais de duas vezes e meia em uma média de três anos e meio, cerca de 27% de rentabilidade bruta. E ele pode ser, por si só, uma forma de diversificação. Com baixa correlação entre startups e o mercado de ativos tradicionais, estima-se que investir 5% do seu patrimônio em startups aumente o retorno de seu portfólio total em até 12%”, comenta.

No entanto, ela acredita que maior retorno – e valor – de investir em empresas early-stage não está no aspecto financeiro. “Há outros elementos, muito mais difíceis de se encontrar em outras modalidades de investimento, que considero essenciais e extremamente recompensantes e tornam o investimento-anjo uma atividade única. Em sua maioria, eles pressupõem maior proximidade e a vontade do investidor em participar de forma mais ativa do negócio no qual está investindo, indo além da alocação de dinheiro – chamamos isso de smart money”, completa.

“O primeiro deles: investir em startups é investir em pessoas incríveis. Bons empreendedores são, por natureza, pessoas cheias de energia, visionárias, com alta capacidade de execução e apaixonadas pelo problema que estão buscando resolver. Com isso, se tornam também pessoas apaixonantes, extremamente interessantes, e a garantia de um ótimo papo – e quem sabe uma grande parceria de negócio ou amizade futura”, conclui.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *