Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Mercados emergentes têm margem para afrouxamento monetário

Os mercados emergentes ainda têm margem para um afrouxamento monetário e os seus bancos centrais devem começar o ano com essa ideia, segundo informou a Bloomberg. Nesse cenário, a taxa básica de juros da Argentina foi reduzida depois de o presidente do banco central, Miguel Pesce, ter sinalizado apoio aos cortes.

“Os bancos centrais de mercados emergentes ainda têm espaço para cortar os juros no início de 2020, já que a inflação permanece próxima do limite inferior da meta e das médias históricas”, afirmou Hak Bin Chua, economista sênior do Maybank Kim Eng Research, em Cingapura.

A partir disso, o Banco Mundial prevê recuperação modesta do crescimento global para 2,5% em 2020, em relação ao ritmo de 2,4% do ano passado, em grande parte devido à estabilização em um grupo de grandes economias emergentes. Oito países serão responsáveis por 90% da aceleração esperada, como Argentina, Brasil, Índia, Irã, México, Rússia, Arábia Saudita e Turquia.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *