Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Maioria dos ataques cibernéticos estatais vem da Rússia

O Relatório Anual de Defesa Digital da Microsoft, realizado entre julho do ano passado a junho deste ano, indicou que mais da metade (58%) de todos os ataques cibernéticos de Estados-nação registrados foram da Rússia. Além disso, a de taxa de comprometimento bem-sucedido desses agentes saltou de 21% para 32% em um ano.

“Os agentes maliciosos russos miram agências governamentais para a coleta de informações, de modo que essas instituições saltaram de 3% como alvo há um ano para 53%. As agências envolvidas em política externa, segurança nacional ou defesa são as mais visadas. Esses criminosos também direcionaram ataques principalmente aos Estados Unidos, Ucrânia e o Reino Unido, nesta ordem. Além da Rússia, o maior volume de ataques veio da Coreia do Norte, Irã e China. Coreia do Sul, Turquia e Vietnã também aparecem na lista, mas em menor volume”, informou o It Fórum, que divulgou o estudo.

Nesse mesmo contexto, a maioria (79%) desses ataques visaram empresas, sendo os setores mais procurados: governo (48%), ONGs e think tanks (31%), educação (3%), organizações intergovernamentais (3%), TI (2%), energia (1%) e mídia (1%). Por outro lado, 21% miraram consumidores.

(Equipe de site)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *