Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Jovens desenvolvem manifesto sobre segurança online e saúde mental em ação do Instituto Claro

Vinte e cinco jovens participaram da criação de um manifesto focado em segurança online e saúde mental infanto-juvenil em iniciativa organizada pelo Instituto Claro. O documento foi apresentado dia 19, durante o evento “Diálogos Transformadores: para o Novo que Queremos”, que anualmente promove debates sobre assuntos de interesse para a sociedade, no Teatro Claro, no Rio de Janeiro (RJ).

A apresentação do manifesto foi realizada por um dos jovens que integrou a mesa de discussões juntamente com mais dois estudantes, além de contar com as presenças da diretora de Comunicação Interna e Responsabilidade Social Corporativa da Claro e vice-presidente do Instituto Claro, Daniely Gomiero, e do chefe de desenvolvimento de adolescentes do Unicef, Mário Volpi. “É de extrema importância trazer esses jovens cada vez mais perto de discussões como essas, para que no futuro eles possam ter sua própria voz e serem representantes ativos dentro da sociedade moderna”, afirma Daniely Gomiero.

Para a criação do manifesto, os mais de 25 jovens participaram de um dia de imersão que antecedeu o evento e contou com a presença de diversos especialistas. Com o apoio de oito facilitadores, que já participaram de edições anteriores, os estudantes puderam discutir diferentes abordagens e ideias a partir de subtemas – como segurança digital, privacidade e liberdade; alfabetização midiática e fake news; tecnologia e saúde mental: o impacto nos jovens e Cyberbullying, Trolls e outros perigos digitais – que os auxiliaram a desenvolver um único documento para a apresentação.

O evento ainda contou com a formatura de jovens do programa Dupla Escola, iniciativa do Instituto Claro em parceria com a Secretaria Estadual do Rio de Janeiro, que oferece ensino médio integrado ao curso técnico-profissionalizante em telecomunicações para adolescentes de Pedra de Guaratiba (RJ).

Além do Dupla Escola, os jovens fazem parte de outras ações promovidas e apoiadas pelo Instituto Claro, como Campus Mobile – concurso de inovação e soluções mobile para melhorias da sociedade por meio do empreendedorismo; fundações parceiras do Unicef, Fundação Gol de Letra e também o Ação Social pela Música – projeto voltado à inclusão social por meio do ensino da música clássica para crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social – que performou durante o evento.

Sobre o Instituto Claro

A área de Responsabilidade Social da Claro investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania, por meio do Instituto Claro, com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Desta forma, realiza e apoia projetos como o Campus Mobile, o Educonex@o, o Programa Dupla Escola, entre outros. O Instituto Claro é qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça, e é reconhecido pelo Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI/ONU) como uma organização não governamental corporativa que promove os ideais e princípios sustentados pela Carta das Nações Unidas. Conheça outras realizações no site do Instituto: https://www.institutoclaro.org.br/

(com informações da Assessoria de Imprensa da Claro – In Press Porter Novelli)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *