Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Investimento em capital de risco continua aquecido

O investimento em capital de risco continua aquecido na crise, segundo afirmou o grupo de investidores Anjos & VCs, que reúne 150 entidades, através da pesquisa “Carta aberta ao ecossistema brasileiro de empreendedorismo, inovação e investimentos em startups”. De acordo com Bruno Dequech Ceschin, cofundador da startup JUPTER e líder do grupo, o mercado de investimentos em tecnologia não se abalou porque o capital já foi levantado antes da crise.

“Esse tipo de investimento não depende dos ciclos macroeconômicos e não tem nenhuma relação com o PIB. Por isso, não vai ser afetado negativamente pela crise – ao contrário, vamos investir em novas empresas preparadas para esse novo cenário”, explica Ceschin. “É importante que a sociedade saiba disso porque os empreendedores que criam soluções para novos problemas têm que saber que há capital disponível e procurando por eles”, completa.

Para Dongley Martins, do fundo GooDz Capital, ao contrário do que chegou a ser comunicado, esse investimento nunca diminuiu. “Se eu mando uma mensagem de terror para o mercado, o investidor foge, o gestor tem menos capital e as empresas vão quebrar no meio do caminho. O mundo não parou, a crise vai passar e é hora de termos empatia”, conclui.

(Equipe do site)