Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Instituto propõe transformar Zona Franca em polo de bioeconomia

Um levantamento realizado pelo Instituto Escolhas, associação civil com foco em desenvolvimento sustentável, propôs um programa de estímulo econômico para transformar a Zona Franca em um polo focado em bioeconomia, transformação digital, ecoturismo e piscicultura. A ideia é propor uma “redivisão do bolo de recursos no país sob uma nova ótica”, diz o advogado Sérgio Leitão, diretor-executivo do instituto.

“O custo que a Zona Franca de Manaus cobre hoje é para trazer insumos de fora. É um contrassenso estimular para fora numa região cujo crescimento econômico foi retardado em relação a outras áreas. Se tirarem o subsídio da região hoje, ela para, justamente porque os insumos não vêm de lá. A discussão é que os estímulos sejam dedicados ao desenvolvimento, à ciência e à tecnologia de forma respeitosa ao ambiente”, afirma.

De acordo com dados do Ministério do Turismo, a bioeconomia é responsável por uma produção de R$ 3,1 bilhões ao ano no Amazonas. O parque industrial da Zona Franca, como um todo, fatura R$ 90 bilhões ao ano e responde por 50% do ICMS arrecadado no estado.

(Equipe do site)

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *