Insira sua pesquisa e pressione ENTER

“Inovar é questão de sobrevivência”

O especialista Jacques Meir, que é diretor-executivo de conhecimento no Grupo Padrão, inovar não é só necessário, é uma questão de sobrevivência. Ele escreveu um artigo que foi publicado no portal especializado Whow!.

“Não, inovar não é preciso, mas é necessário. Inovar é questão de sobrevivência, mas tem um limite. O discurso a favor da inovação é muito, mas muito mais enfático do que a prática real faz crer. Porque inovação é o tipo de desconforto com o qual nenhum gestor, na realidade, gostaria de lidar. Assim como, home office, marketplaces, vida digital, novas tecnologias, automação, todos esses assuntos que estão na mesa tidos e repetidos como irreversíveis poderiam muito bem ir para o cemitério dos chavões corporativos, assim como a “qualidade total” e a “reengenharia””, comenta.

Ele disse que é preciso tomar cuidado, já que oito em cada dez inovações disruptivas nascem com startups. “Aí não adianta poderio econômico, conhecimento adquirido ou poderosos canais de venda. Com o meio digital, sempre é possível ver um empreendedor enxergar uma lacuna e desenvolver uma plataforma que resolve um probleminha aparentemente pequeno em um segmento existente. Repentinamente esse probleminha vira uma enorme oportunidade e um novo segmento surge justamente de onde uma empresa tradicional nunca prestou atenção”, completa.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *