Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Informalidade atinge 40 milhões

A informalidade no mercado de trabalho no Brasil atingiu 40 milhões de trabalhadores, segundo um levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Entram nessa estatística os empregados sem carteira assinada, trabalhadores por conta própria, empregadores sem CNPJ e trabalhadores familiares auxiliares. 

Esse contingente representa 41,4% da população empregada no país, a maior taxa desde que o IBGE passou a calcular esse indicador, no ano de 2016. De acordo com a analista do IBGE Adriana Beringuy, esse aumento ocorre até em setores em tradicionalmente se contrata com carteira assinada, como a indústria e a as atividades de informação. “Temos um mercado de trabalho que absorve pessoas, mas essa inserção não se dá pelos vínculos tradicionais da carteira”, diz. 

“Do ponto de vista quantitativo, temos a expansão, sim, da ocupação. No entanto, do ponto de vista qualitativo, o processo de inserção desses trabalhadores tem sido em função da informalidade. Normalmente, com mais trabalhadores [ocupados], seria de se esperar aumento no contingente que contribui “, disse Beringuy. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *