Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Inflação sobe para todas as faixas de renda

O Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda voltou a apontar alta em todas as classes de renda no mês de maio de 2020, de acordo com o divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Isso ocorreu apesar da desaceleração registrada em abril.

“As famílias de renda muito baixa, com renda domiciliar é inferior a R$ 1.650,50, foram mais impactadas, com inflação de 0,92% em maio. Para as famílias de renda mais alta – com renda entre R$ 8.254,83 e R$ 16.509,66 –, o percentual foi de 0,49% no mesmo período. Os grupos que mais contribuíram para a alta da inflação foram os de habitação e transportes.

Os reajustes de energia elétrica (5,4%), tarifa de água e esgoto (1,6%), gás de botijão (1,2%) e gás encanado (4,6%) foram os principais focos de pressão inflacionária no caso da habitação. Os transportes foram impactados pelo aumento da gasolina (2,9%), do etanol (12,9%) e do gás veicular (23,8%)”, indicou o Ipea, por meio de sua assessoria de imprensa.

Levando em conta o segmento de renda mais elevada da população, a queda de 28,3% no preço das passagens aéreas atenuou os impactos dos reajustes dos combustíveis. “O grupo saúde e cuidados também influenciou a aumento da inflação em maio. Enquanto as famílias com renda mais baixa tiveram alta de 1,3% nos medicamentos, os mais ricos sofreram com o reajuste de 0,67% nos planos de saúde”, apontou.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *