Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Healthtechs buscam mercado mais “saudável”

Segundo dados da Distrito HealthTech Report, nos três primeiros trimestres deste ano, aconteceram 38 rodadas de investimento nas startups de saúde, mas elas buscam um mercado saudável. De acordo com o CEO e cofundador da empresa de inovação aberta Distrito, Gustavo Araujo, é inegável que o papel das healthtechs foi ressaltado desde o início da pandemia.

“Sabemos que um dos princípios do empreendedorismo é a validação de um produto ou serviço antes de escalar sua solução, o período de pandemia influenciou positivamente neste sentido visto que muitas healthtechs puderam oferecer suas soluções a um público carente das soluções tradicionais no mercado”, aponta Araujo.

O CEO do Distrito também aponta o crescimento em outros mercados: acesso a informação, desenvolvimento de testes para atendimento em domicílio, soluções de digitalização de processos hospitalares e clínicos, dentre os exemplos de segmentos em crescimento. “Acreditamos que o crescimento no número de startups é uma consequência do que vemos sendo construído nos últimos anos, investidores nacionais e estrangeiros interessados em investir em soluções do setor, reguladores passaram a entender a necessidade de acelerar o processo de implementação de novas tecnologias no mercado, grandes empresas interessadas cada vez mais em desenvolver soluções em conjuntos com tais empresas, esses são alguns dos fatores que mostram o potencial do mercado nos próximos anos”, afirma em entrevista para o Whow!.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *