Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Guedes lamenta desidratação do texto da Previdência

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que entende a necessidade, mas lamenta a desidratação do texto da reforma da Previdência. O ministro disse ainda que teme que os congressistas promovam novas flexibilizações por meio da proposta de emenda à Constituição (PEC) “paralela”.

“Agradeço a Tasso (Jereissati, relator da reforma) por incluir Estados e municípios na reforma. Claramente lamento a desidratação do texto original, mas entendo. Mas obviamente bondades serão aprovadas e maldades não (na PEC paralela). Aí amplia o buraco mais um pouquinho (na economia da reforma)”, comenta ele.

Guedes classificou como “decisiva” a inclusão de Estados e municípios na reforma e disse ainda que a migração para um regime de capitalização no futuro é essencial. “Ou vai para capitalização, ou a cada 5 anos vai ter que fazer o que fizemos agora (reforma)”, completa.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *