Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Governo estuda abrir mercado livre de energia ao consumidor

O governo federal delimitou um prazo de até 2022 para concluir os seus estudos sobre a abertura do mercado livre de energia para o consumidor residencial. Foi isso que informou a agência de notícias Reuters, explicando que, nesse caso, grandes clientes podem negociar o suprimento diretamente com geradores e comercializadoras, sem precisar de distribuidoras.

Os estudos serão realizados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), segundo portaria do Ministério de Minas e Energia no Diário Oficial da União. Pelas regras atuais, podem atuar no mercado livre apenas consumidores com carga de energia a partir de 0,5 megawatt, mas esses clientes são conhecidos como “consumidores especiais”.

O cronograma prevê adoção de patamar mínimo de 1,5 megawatt a partir de janeiro de 2021. Ainda em 2022, Aneel e CCEE deverão concluir estudo sobre “as medidas regulatórias necessárias” para permitir a abertura.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *