Insira sua pesquisa e pressione ENTER

FMI INDICA QUE DÍVIDA PÚBLICA BRASILEIRA DEVE ALCANÇAR OS 100% DO PIB EM 2023

O Fundo Monetário Internacional (FMI) informou em relatório que a dívida pública do Brasil deve se aproximar dos 100% do Produto Interno Bruto (PIB) até 2023. Em 2017, esse número foi de 84%, sendo considerado um dos maiores percentuais de dívida entre as economias emergentes, ficando atrás apenas da média da América Latina, que é de 61%.  

Nesse ano o patamar da dívida pública brasileira deve chegar aos 87,3% e já em 2019, a estimativa é de que esses números alcancem os 90,2%. Vitor Gaspar, diretor do Departamento dos Assuntos Fiscais do FMI, lembra que esses números só foram maiores em 1980, período chamado de ‘década perdida’. “Esse é um nível muito alto no contexto das economias emergentes. Além disso, se olhar as transformações nessa relação ao redor do mundo e nessas economias emergentes, vemos novamente que o Brasil fica de fora”, alerta. 

O FMI aconselho o Brasil a adotar um programa de médio prazo a fim de reduzir esse nível de endividamento. Porém, Gaspar alerta que o País deve urgentemente acelerar o crescimento econômico e estimular o esforço fiscal.”O timming para fazer essa ação política, claro, é um predicado da evolução política no Brasil”, avalia ele. 

A dívida global do Brasil também atingiu um patamar recorde esse ano, podendo se tornar um risco em caso de nova recessão econômica. O FMI indicou que o total das dívidas públicas e privada é equivalente a US$ 164 trilhões, o que significa um percentual de 225% do PIB.

O aspecto positivo da avaliação feita pelo FMI se refere ao déficit nominal, que inclui os gastos com juros, e apresentar melhoras um pouco antes de 2020.  os dados indicam que ele irá avançar para 8,3% neste ano e se manter nesse patamar até 2019, sustentado pela recuperação das receitas, contenção de despesas discricionárias e também pela menor taxa de juros sobre a dívida. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *