Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Estoques globais de cereais devem ser os menores em 7 anos

Prevê-se que os estoques mundiais de cereais no final de 2021 diminuam 1,7% de seus níveis iniciais para 808 milhões de toneladas, informou a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). Combinado com as previsões de utilização, a proporção global de estoque para uso de cereais para 2020-21 está prevista para cair para uma baixa de sete anos de 28,4%.

A FAO disse que espera que a produção mundial de cereais em 2021 aumente pelo terceiro ano consecutivo e elevou sua previsão de produção global de trigo preliminar em condições de safra melhores do que as antecipadas em vários países. A produção global de trigo deve atingir um novo recorde de 785 milhões de toneladas em 2021, 1,4% acima de 2020, impulsionada por uma provável recuperação acentuada na maior parte da Europa e pelas expectativas de uma safra recorde na Índia.

Produções acima da média também são esperadas para o milho, com uma colheita recorde prevista no Brasil e uma alta em vários anos na África do Sul, de acordo com o Cereal Supply and Demand Brief da FAO. Para a atual temporada de comercialização de 2020-21, a utilização global de cereais está prevista agora em 2.777 milhões de toneladas, 2,4% maior do que no ano anterior, impulsionada em grande parte por estimativas mais altas de uso de trigo e cevada na China, onde o setor pecuário está se recuperando Peste Suína Africana.

A FAO também elevou sua previsão para o comércio mundial de cereais durante 2020-21 para 466 milhões de toneladas, um aumento de 5,8% em relação ao ano anterior, impulsionado por um comércio ainda mais rápido de grãos grossos associado a níveis sem precedentes de compras de milho pela China.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *