Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Empresa gaúcha cria primeiros NFTs de dados genéticos do agro

De forma pioneira no mundo, a Soxi criou a primeira tecnologia com aplicação de NFTs portadores de dados genéticos do mundo. A empresa gaúcha tem como objetivo dois principais mercados de atuação, a partir da Soxi Pet e da Soxi Agro, e começa sua atuação no Brasil neste mês, trazendo o conceito da Web 3.0.

Com as dNFTs é possível armazenar uma arquitetura de dados genéticos registrados em blockchain. Donos de pets podem, por exemplo, inserir dados genéticos do animal em blockchain. Nesse caso os proprietários coletam o material genético do pet, que é enviado para um laboratório parceiro, e após alguns dias recebem o token com o código genético em sua carteira digital e uma ilustração única com a imagem do seu pet, que não pode ser copiada e nem violada graças à tecnologia.

“Além da segurança oferecida pelos dNFT, como a tutoria indiscutível de um animal, as transações também podem servir uma lembrança exclusiva para apoiadores, fãs e tutores de um pet. Isso, a partir da criação de avatares eletrônicos do pet contendo informações genéticas dele.”, reforça Sandro Wainstein, CLO da empresa.

(Equipe do site)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *