Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Elite do funcionalismo quer barrar reforma administrativa

A elite do funcionalismo público está atuando para barrar a reforma administrativa que o governo federal quer implantar. Também há pressão contra as duas Propostas de Emenda à Constituição (PECs) em tramitação no Parlamento que propõem redução da jornada, com corte proporcional de salário.

Essa elite é hoje constituída por integrantes das carreiras de Estado que reúnem mais de 200 mil servidores da União, Estados e municípios. Representantes dessas categorias se encontraram nesta semana com o secretário de Gestão de Pessoas do Ministério da Economia, Wagner Lenhart, que é um dos articuladores da reforma administrativa no governo federal.

Os servidores argumentam que a quebra de estabilidade, com a possibilidade de contratação por meio da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) nos primeiros dez anos, poderia abrir caminho para perseguição. Hoje, umas das formas de demissão no serviço público se dá no chamado estágio probatório, nos três primeiros anos da contratação.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *