Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Do inferno, Hitler aplaudiu a pichação da estátua de Churchill – por Ianker Zimmer

Na segunda (8), em Londres, marginais picharam a estátua de Winston Churchill com a frase “era um racista”, embaixo do nome do ex-primeiro-minitro britânico. Isso ocorreu durante uma lamentável onda de vandalismo.

A estátua daquele que livrou o mundo da tirania nazista está localizada de frente para o Parlamento britânico, na Parliament Square.

Winston Leonard Spencer-Churchill (1874 – 1965)  foi um herói ao identificar Hitler como tirano genocida, isso quando muitos apertavam o mão do “cabo” – como o pai dos ingleses chamava Hitler. Nesse época, Stálin – outro genocida e ídolo ideológico da maioria Antifa – estava mancomunado com o Führer alemão.

Churchill, com maestria, articulou a ajuda dos EUA e aliados, e deu um pé no traseiro do Führer e sua gangue racista que exterminava judeus, gays, cristãos e negros. Sem o chefe de governo britânico, seria impossível conter a fúria nazista que assolava a Europa na Segunda Guerra.

Já sobre os Antifas, não tenho dúvidas, uma considerável parte apoiaria o Reich do Führer, pois eram três os tipos que Hitler, Himmler, Göring, Hess e Goebbels atraiam: os incautos, os racistas e os anti-alguma coisa.

Certamente, do inferno, Adolf Hitler aplaudiu esse ato criminoso de pichação e manifesta apoio aos Antifas, pois suas ideias se convergem.

Movimentos de esquerda protestando contra fascismo são como os rabos abanando os cachorros.

É o fim da picada!

jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *