Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Devemos ter mais extração de dados online

A extração de dados (data scraping) de informações publicamente visíveis não viola a Lei de Fraude e Abuso de Computação (The Computer Fraud and Abuse Act), de acordo com uma nova decisão do tribunal de apelação dos Estados Unidos, em um caso envolvendo o LinkedIn. Segundo Evan Schuman, do Computerworld, é possível que essa prática aumenta a partir de agora.

“Esta decisão – publicada pelo ZDNet – tem um componente de realidade e um componente de percepção. Na realidade, a decisão é deliciosamente estreita e improvável de ter muito impacto legal. Quanto à parte da percepção, é aí que os chefes da Web corporativa e seus colegas de TI provavelmente sofrerão uma grande dor de cabeça. O mesmo vale para os executivos de marketing corporativo (mas a maioria deles merece)”, diz.

No entanto ela diz que, provavelmente não será um grande aumento. “Por quê? Porque o tipo de pessoa que rouba conteúdo por meio de scraping não está exatamente se segurando quando se trata da lei. Não é como se houvesse uma tonelada de profissionais de marketing que queriam raspar, mas judiciosamente retiveram até que os tribunais decidissem sobre a legalidade da scraping”, conclui.

(Equipe do site)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *