Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Desindexação do orçamento pouparia R$ 37 bilhões

A desindexação do Orçamento, que consiste na retirada do aumento pela inflação de diferentes despesas obrigatórias, pouparia R$ 37 bilhões. O plano é do ministro da Economia, Paulo Guedes, e busca encontrar uma alternativa ao aperto nas contas públicas, de forma que o ajuste não prejudique o seu plano de tentar a reeleição em 2022. 

Ele pretende liberar recursos para o governo ir reduzindo o patamar das despesas obrigatórias, sendo que elas crescem continuamente, o que resulta em menos espaço para as despesas discricionárias. Isso ocorre porque há despesas consideradas impossíveis de serem eliminadas, como aposentadorias e salários de servidores. 

Outra desindexação que chegou a ser cogitada, e foi noticiada nos últimos dias, viria da retirada da Constituição da obrigação do reajuste do salário mínimo, que está previsto para aumentar dos atuais R$ 998 para R$ 1.039 no ano que vem. No Congresso, a medida já foi atacada. “O congelamento do salário mínimo é algo inviável. A proposta sugerida pela equipe do governo não tem o nosso apoio”, disse Felipe Rigoni (PSB-ES), relator da PEC que altera a regra de ouro.

(Equipe do site) 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *