Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Desafios para a inovação disruptiva no Brasil

De acordo com Jacques Meir, que é doretor-executivo de conhecimento no Grupo Padrão, a educação é a principal chave para a inovação disruptiva no Brasil. No entanto, ele acredita que esse seja o setor, tanto público quanto privado, que esteja mais defasado no País.

“Essa fratura no processo educacional agiganta a nossa incompetência na formação de quadros capazes de lidar com os desafios do futuro. Automação, robótica, biotecnologia, digitalização, ambientes e negócios “phigital” (híbridos), edição de genoma, novas fontes de energia, novos formatos de trabalho, são apenas algumas das forças transformadoras que estão atuando para remodelar a realidade conhecida”, disse, em um texto publicado no portal especializado Whow!.

Ele disse que esse quadro só se agrava, quando consideramos o poder que talentos preparados têm para produzir inovação. “O Brasil está no início da curva descendente do bônus demográfico, está envelhecendo antes de enriquecer e está se dando ao luxo de não preparar quadros para profissões do futuro, para empreender, transformar, produzir, ensinar e criar soluções que gerem a riqueza que o País precisa”, conclui.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *