Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Década de crescimento deve ser a mais fraca em 120 anos

O Brasil deve registrar a sua década com o crescimento econômico mais fraco dos últimos 120 anos no fim de 2020, segundo dados divulgados por um estudo do Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV). De acordo com a previsão, a taxa média de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da atual década deve chegar a 0,9%, abaixo dos anos 1980, que foram chamados de “década perdida”.

De acordo com o pesquisador do Ibre/FGV e responsável pelo estudo, Marcel Balassiano, “houve uma grande desarrumação da economia nesta década. Os erros de política econômica levaram a uma queda muito forte do PIB em alguns anos e agora produzem uma lenta recuperação”.

Como exemplo disso ele cita os anos de 2015 e 2016, quando atividade econômica recuou 3,5% e 3,3%, respectivamente, significando um marco negativo para a história econômica brasileira, já que o País não registrava dois anos seguidos de recessão desde 1930 e 1931. Para o economista-chefe da consultoria MB Associados, Sergio Vale, a situação é difícil, já que os sinais de lentidão estão se consolidando.

“A saída da recessão mais recente está mais difícil por algumas razões. Na saída da recessão, não tínhamos disponíveis os instrumentos clássicos de política monetária e fiscal para estimular a economia: a inflação estava em dois dígitos e o fiscal era a origem do problema”, conclui ele.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *