Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Curiosidade: Pandemia afetou mais o emprego de mulheres

Um estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) que as mulheres seguem em desvantagem em relação aos homens, já que a pandemia afetou mais o emprego delas, do que os deles. Os pesquisadores Joana Costa, Ana Luiza Barbosa e Marcos Heckser usaram como base os dados da PNAD Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“No segundo trimestre de 2019, a taxa de ocupação delas (46,2%) era inferior à do sexo masculino (64,8%). No mesmo período de 2020, houve redução para 39,7% no caso das mulheres e 58,1% para os homens. Mesmo antes da pandemia, as mulheres já possuíam uma maior chance de mudar da situação de ocupada para inativa e também uma menor chance de entrar na condição de ocupada; no entanto, a crise intensificou ainda mais essas probabilidades”, diz o Ipea.

As crises também contribuíram para o aumento dos diferenciais por cor/raça. “A diferença na proporção de ocupados entre negros e brancos correspondia a 2,4 pontos percentuais, em 2015, e subiu para 5,3 pontos percentuais, em 2020. No caso dos negros, a taxa de ocupação passou de 55,1%, em 2015, para 45,9%, em 2020, enquanto, no caso dos brancos, o percentual também caiu de 57,5%, em 2015, para 51,2%, em 2020”, conclui.

(Equipe do site)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *