Insira sua pesquisa e pressione ENTER

CUBA DEIXA PROGRAMA MAIS MÉDICOS 

O governo de Cuba informou nesta quarta-feira (14) que decidiu sair do programa social Mais Médicos. De acordo com o governo cubano, o motivo da retirada foram “referências diretas, depreciativas e ameaçadoras” feitas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro à presença dos médicos cubanos no Brasil. 

“O Ministério da Saúde Pública de Cuba tomou a decisão de não continuar participando do Programa Mais Médicos e assim comunicou à diretora da Organização Pan-Americana de Saúde [Opas] e aos líderes políticos brasileiros que fundaram e defenderam a iniciativa”, diz o texto. 

Na oportunidade, Bolsonaro disse que “juntos temos como fazer o Brasil melhor para todos e não para grupelhos que se apoderaram do poder e [há] mais de 20 anos nos assaltam e cada vez mais tendo levado para um caminho que nós não queremos. Vamos botar um ponto final do Foro de São Paulo. Vamos expulsar com o Revalida os cubanos do Brasil”.  

Depois da decisão do governo de Cuba, Bolsonaro se manifestou dizendo que a retirada se deu porque os cubanos não aceitaram as novas exigências impostas. “Condicionamos à continuidade do programa Mais Médicos a aplicação de teste de capacidade, salário integral aos profissionais cubanos, hoje maior parte destinados à ditadura, e a liberdade para trazerem suas famílias. Infelizmente, Cuba não aceitou”, concluiu.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *