Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Coronavírus pode mudar dinâmica dos restaurantes

Especialistas ao redor do mundo afirmam que mesmo quando os restaurantes estiverem novamente autorizados a abrir, parece improvável que as coisas voltem ao modo como estavam antes do COVID-19. Roger Lipton, analista, investidor e consultor da indústria de restaurantes, prevê que isso mudará a indústria de restaurantes “como o 11 de setembro mudou a vida dos norte-americanos”.

“Haverá uma nova normalidade em termos de nosso estilo de vida”, disse Lipton ao Business Insider. “Estou inclinado a pensar que não voltaremos às chamadas operações normais no futuro próximo”, completou ele.

O analista do UBS Dennis Geiger estima que até 20% dos mais de um milhão de restaurantes em todos os Estados Unidos poderiam fechar-se permanentemente devido ao surto de coronavírus. Restaurantes independentes e certos franqueados, especialmente no setor de refeições informais, estão em situações particularmente arriscadas, disse ele.

Cadeias como McDonald’s, Burger King e Popeyes estão lançando verificações de temperatura. Lipton diz que, quando os restaurantes começam a abrir as salas de jantar, as pessoas podem precisar testar sua temperatura antes de poderem se sentar.

O fundador do Pacific Management Consulting Group, John Gordon, disse que os restaurantes provavelmente continuarão com algumas medidas de distanciamento social quando reabrirem, colocando mais espaço entre as mesas e colocando menos clientes nas salas de jantar.

“Uma sexta à noite, sábado à noite, um domingo movimentado, você não poderá atender o mesmo número de pessoas, a mesma quantidade de vendas devido à necessidade de fornecer alguma distância social entre os convidados”, disse Gordon.

(Equipe do site)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *