Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Confira 5 tendências no varejo brasileiro em 2020

“Omnicanalidade, contas digitais, programas de fidelização, softwares as a service, self-checkout. O varejo brasileiro iniciou a nova década otimista e com vontade de inovar”. A opinião é de Glauco Filho, que é superintendente de novos negócios da Conductor e membro da Academia Europeia da Alta Gestão.

De acordo com ele, este movimento é percebido a partir das demandas que as empresas de tecnologia do setor têm recebido de seus clientes e também de pesquisas de campo. “As informações mais recentes foram coletadas na NRF 2020, maior feira global do varejo, realizada no início de janeiro, em Nova York. O evento é conhecido por seu poder de revelar as tendências do varejo mundial e por atrair a presença das principais lideranças do setor”, comenta.

Segundo Glauco Filho, esses são os principais insights e tendências para o varejo brasileiro em 2020:

1. Cenário econômico favorável – “A última Pesquisa de Confiança dos Supermercados do Estado de São Paulo, realizada pela Associação Paulista de Supermercados (APAS), mostra que mais empresários estão confiantes, pois o percentual dos que estão otimistas com a economia e o governo subiu de 35% para 39% em 2019. Já o pessimismo caiu de 20% em outubro para 14% em novembro. A pesquisa aponta, ainda, que para 78% dos empresários, a expectativa futura de vendas do setor em 2020 é otimista. O índice vem subindo desde junho do ano passado, quando o governo federal começou a liberar o saque do FGTS”.

2. Gestão de dados e personalização – “Viabilizada pela gestão de dados, a personalização continua sendo apontada como estratégia-chave para a atração de novos clientes e fidelização – seja ela de serviços, produtos ou atendimento. A proximidade com consumidores e customização das ofertas se firmam cada vez mais como um diferencial de vendas”.

3. Transformação cultural do varejo – “As empresas que atendem o varejo devem desenvolver soluções que sejam aplicáveis à realidade nacional e que possam ser absorvidas sem atrito e com agilidade, para que se tornem parte da cultura de determinada rede varejista. Isso auxilia as organizações do setor a liderarem evoluções em seus modelos de atuação”.

4. Varejo frictionless – “Esse conceito emergiu após diversas pesquisas de mercado revelarem que o consumidor realmente espera mais simplicidade e facilidade em suas experiências de compra, seja durante a procura do produto desejado até a sua experiência no checkout – em ambientes físicos e virtuais. É cada vez mais claro que o cliente busca conveniência, personalização, agilidade e segurança”.

5. Índice de desbancarizados são oportunidade – “Existe um movimento de adesão às contas digitais como forma de solucionar o problema da inclusão financeira. A solução ainda oferece inúmeras vantagens aos varejistas, como o estreitamento do relacionamento com os clientes e o acesso a uma nova linha de receita para o setor. A conta digital teve uma ótima aceitação entre os participantes das comitivas, por atuar em um desafio das empresas brasileiras: oferecer serviços financeiros que vão além do cartão de loja e da concessão de crédito como acontece hoje”.

(Equipe do site)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *