Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Brasileiro pagará mais IR neste ano

De acordo com um estudo do Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco) om a inflação acumulada em 2020, de 4,52%, a defasagem da tabela do Imposto de Renda chegou a 113,09% desde 1996. Na prática, isso significa que o governo terá aumentado impostos em 2021, caso não corrija a tabela do Imposto de Renda (IR).

Nesse cenário, a tabela do IR não sofre correção desde 2015. Durante as eleições de 2018, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) prometeu corrigir a tabela, subindo a faixa de isenção para cinco salários mínimos, o que equivalia a R$ 4.770 na época.

O estudo parte de 1996 porque foi a partir deste ano que a tabela começou a ter os valores computados na moeda atual, o real. Desde então, a correção só superou a inflação cinco vezes: 2002, 2005, 2006, 2007 e 2009.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *