Insira sua pesquisa e pressione ENTER

Argentina estatiza maior exportador de óleo de soja mundial

O presidente argentino, Alberto Fernández, anunciou a expropriação do Grupo Vicentin – nada menos que a maior exportadora mundial de óleo de soja. Uma das mais tradicionais do agronegócio, a empresa entrou em recuperação judicial no último dia 10 de Fevereiro, alegando que não poderia pagar em torno de US$ 350 milhões devidos a fornecedores e que buscaria reestruturar uma dívida total de US$ 1 bilhão.

Em uma surpreendente entrevista coletiva no final da tarde desta segunda-feira (08.06), o Fernández anunciou a estatização, que sairá através de um Decreto de Necessidade e Urgência (DNU). De acordo com o presidente, esta é uma “decisão estratégica para a economia nacional”, e que a medida foi tomada porque a produção agrícola “tem particular relevância”.

Segundo o anúncio feito ontem, o economista Gabriel Delgado será o interventor da estatização e ficará encarregado da gestão da empresa. Um projeto de lei será enviado ao parlamento argentino expropriando todos os ativos do Grupo Vicentin e transferindo os mesmos ao “Fundo Fiduciário Agro Argentina”, onde o credor será a YPF Agro – outro grande grupo empresarial que já havia sido expropriado, naquela ocasião pela então presidente Cristina Kirchner (hoje vice de Fernández).

Nesse sentido, o presidente argentino enfatizou que a YPF “tem um enorme reconhecimento de que pode assumir a futura administração da empresa”. O processo de falência da Vicentin afeta mais de 2.600 produtores, sendo que o principal credor é o Banco Nación. “Esta é uma operação de resgate para uma empresa de magnitude. Estamos respondendo a uma preocupação de toda uma província [Rosário]”, justificou Alberto Fernández.

Daniel Pelegrina, presidente da Sociedade Rural Argentina, afirmou que vê com “grande preocupação” a estatização do Grupo Vicentin. “A história mostra que as intervenções do Estado no comércio de grãos, em particular e nos mercados agrícolas em geral, sempre criaram distorções graves, o que acabou causando problemas mais sérios do que aqueles que deveriam ser resolvidos”, disse ele.

(Equipe do site)