Insira sua pesquisa e pressione ENTER

A carta ao presidente – por Carla Rojas Braga

Quando escrevi uma carta ao presidente, tive a intenção de ajudar.

Ajudar ao próprio presidente, com alguns conselhos e palpites, como palpiteira profissional que sou, mas também aos leitores, ao povo brasileiro que confia e precisa de um presidente forte.

Mas, como “quem tá na chuva é pra se queimar”, conforme dizia aquela humorista antiga, Ofélia, alguns leitores acabaram reclamando da carta, como se ela fosse contra Bolsonaro.

Estamos vivendo tempos sombrios.

O maniqueísmo tomou conta das mentes, e dividiu muitos em a favor e contra.

Ame-o ou deixe-o?

8 ou 80?

Ximangos e Maragatos?

Colorados e gremistas?

Na verdade, estamos todos no mesmo barco.

E o barco vai afundar se as pessoas continuarem se comportando como inimigas umas das outras.

Precisamos de união e o texto tem a intenção de unir.

Analisando todos os comentários feitos no Facebook do brilhante jornalista Diego Casagrande e os que foram escritos no site Opinião & Crítica, percebi outra coisa também.

No Facebook, o artigo tem uma manchete e uma ilustração.

No site, o artigo aparece por inteiro.

Fica bem clara a diferença.

No Facebook do Diego, as pessoas que reclamaram simplesmente não leram a carta.

Leram apenas a manchete e já tiraram precipitadamente uma conclusão negativa, de acordo com suas fantasias.

No site, já com 10.000 leituras, as pessoas leram toda a carta e só elogiaram e muitas inclusive me agradeceram.

Infelizmente, o povo brasileiro tem muita dificuldade de ler textos maiores que duas ou três frases .

Um dos principais problemas do Brasil é a falta de educação adequada.

O PT, Lula, Dilma e seus asseclas se encarregaram , nos últimos 20 anos, de dilapidar o ensino brasileiro através da corrupção.

O ex presidente presidiário, inclusive, gabava-se de ter chegado ao cargo sem ter o ensino fundamental completo.

Soma- se a isso a pobreza, que também aumentou durante os governos do PT.

A pobreza faz com que as pessoas se alimentem mal, faz as crianças não desenvolverem o cérebro como poderiam e, portanto, faz com que o parco ensino não seja bem absorvido e não ajude a ter prazer na leitura, na capacidade de interpretação de textos, no desenvolvimento da inteligência.

Entendi que os leitores que escreveram comentários agressivos não leram o texto no site.

Não se deram ao trabalho de abrir o link e ler o texto inteiro.

Ou não entenderam.

Uma pena, pois se tivessem conseguido ler, teriam outra opinião.

Tanto eu, quanto o jornalista editor desta página e deste site somos totalmente contra a esquerda.

Nenhuma chance de sermos petistas nem de longe.

Quem conseguir ler os textos e ouvir os programas na rádio com atenção e inteligência terá condições de entender.

Agradeço muito todos os comentários positivos e parabenizo os que conseguiram entender que precisamos ajudar nosso presidente.

Ele não pode ficar sozinho.

Quando eu era pequena, meu avô contava uma fábula dos dois burros amarrados num moirão de cerca.

A ” Fábula dos burros espertos”.

O fazendeiro colocou um balde de ração no meio deles.

No início, cada burro puxou para um lado e nenhum deles conseguiu comer.

Depois de um tempo, se deram conta que, se fossem ambos juntos ao balde, os dois conseguiriam comer.

E assim foi.

Juntos, mataram a fome.

Nós não podemos ser burros e puxarmos para lados diferentes, sendo que temos o mesmo objetivo: ajudar o presidente a fazer deste país , tão saqueado pelo PT, um lugar melhor para todos nós.

Juntos, venceremos.

Estimule a sua inteligência com mais leitura.

Tenho certeza que vai se sentir melhor .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *