Insira sua pesquisa e pressione ENTER

500 mil mortos são “retrato da desigualdade socioeconômica”, diz Mourão

De acordo com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, as mortes causadas pela covid-19 são um “retrato da desigualdade socioeconômica” do país. Essa afirmação foi dita quando Mourão foi questionado sobre a marca de 500 mil mortos, que ocorreu nesta última semana.

“É muito triste você perder essa quantidade de vida [500 mil pessoas], é uma doença difícil e é o retrato da desigualdade socioeconômica que nós vivemos. Tem gente que tem tratamento melhor, tem gente que não tem, tem gente não consegue chegar no hospital, então, [é uma] consequência dessa situação que a gente vive e que nós temos que corrigir”, declarou Mourão em entrevistas a jornalistas na chegada à vice-presidência nesta manhã.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, ainda não se manifestou sobre o fato. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, prestou solidariedade às famílias que perderam entes e afirmou trabalhar “incansavelmente” para acelerar o ritmo de vacinação no país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *